segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

ESTÓRIA DE VILAREJO




Valdério era um velho surdo
e contumaz galhofeiro,
ranheta como ninguém.
Tratava com vitupérios
até os que o tratavam bem.


- Toma cuidado, Valdério!
- Cuidado, a linha do trem!
- Valdério, olha o trem, cuidado!
Voltava-se com desdém.

Era surdo, mas não cego.
É claro que via o trem!
Uma dia, os seus desaforos
que o prefeito, o delegado,
sabiam por nhe-nhe-nhem,
ousara os dizer, de frente,
aos desafetos do Além...



Foi assim que os moradores
do lugar – gente de bem –
com cruz ornada de flores
  marcaram, como convém,
o triste fim do Valdério
  no trecho em que apita o trem.
                                                                                 
                                                                       Sersank Kojn (Do livro: Estado de espírito)
         
 (Direitos autorais registrados e protegidos por lei)
Fonte:

Postar um comentário

Adquira o seu exemplar

Adquira o seu exemplar
livro.estadodeespirito@gmail.com

COMENTÁRIO DE ISABEL FURINI, laureada poeta e escritora sobre a obra poética "Estado de Espírito"

http://www.icnews.com.br/2013.03.05/negocios/livros-de-negocios/estado-poetico-de-espirito/

Pesquisar este blog

HINO OFICIAL DE LUIZ ANTONIO

Letra: Sersank (Sergio S. Cunha)
Música: Irineu Santa Catarina


Clique para ouvir

https://www.youtube.com/watch?v=FmWSt6RqGs4

BEBO PAROLAS EN ESPERANTO

ESPERANTO: La solvo (A solução)

ESPERANTO: La solvo (A solução)

VEJAM O ÁLBUM DA POETA ENIDE SANTOS

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.328048557298805.1073741827.100002809917747&type=3

Veja aqui a NOTA da Prefeitura Municipal de Londrina sobre o lançamento doLivro de SERSANK

http://www.londrina.pr.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17367:sergio-sesank-lanca-estado-de-espirito&catid=88:cultura&Itemid=975

EL VIAJE DEFINITIVO - Poema de Juan Ramon Jimenez