sábado, 13 de fevereiro de 2010

À CRIANÇA ABANDONADA


"Enquanto permitirem que as crianças sofram,

não existirá amor verdadeiro no mundo."

Isadora Duncan


Quando a noite, enfim, te alcança,
O que sonharás, criança,
Ao cintilar dos néons?
Há fantasmas, ao relento,
Uivando, uivando no vento,
Não podes ter sonhos bons...

Mal sabes teu sobrenome
E, arrostando frio e fome,
Com outros iguais, ao léu,
A duras penas aprendes
Que não há fadas, duendes,
Nem mesmo “Papai Noel”...

Ecoam nos teus ouvidos
Os tétricos estampidos
Da noite da Candelária.
E lembras (como os contê-los?)
Os suplícios – pesadelos
Da convivência diária.

Sem um tutor que te estime
Desces às raias do Crime -
E te embruteces ali.
Fumas, brigas, te embriagas,
Cheiras cola... Que mais pragas
Satanás despeja em ti?

Por certo, revel, rejeites
Afagos de mão piedosa...
Maldita é a mão criminosa
Que te impele para as ruas!
Maldita é a mão sorrateira
Que ao submundo te manda
E, em sórdida, vil ciranda,
Faz com que te prostituas!

Assim, no escoar dos dias,
Sem dar azo a fantasias,
Pouco esperas do amanhã.
O mundo adulto te esfola,
Mas, tens direito a uma escola,
Direito a uma vida sã...

É inconcebível que, em busca
Do cobertor que desejas,
Mesmo as portas das igrejas
Não se abram para ti!...
Que namores, esfaimada,
Guloseimas na vitrine,
E, pronto, alguém te incrimine:
- "Arreda esses pés daqui!".

É inconcebível que clames
Tão rente aos nossos ouvidos
E nós - teus irmãos crescidos –
Teimemos em não te ouvir!
Que vivas, expatriada,
Sob os céus de teu país
Sem chances de ser feliz,
Sem ter para onde ir...
............................................................................
Quando a noite, enfim, te alcança,
O que sonharás, criança,
Ao cintilar dos néons?
Há fantasmas, ao relento,
Uivando, uivando no vento,
Não podes ter sonhos bons...

(Direitos autorais registrados e protegidos por lei)

Imagem:

http://normandus.files,wordpress.com/2009/03/meninos-de-rua.jpg
Postar um comentário

Adquira o seu exemplar

Adquira o seu exemplar
livro.estadodeespirito@gmail.com

COMENTÁRIO DE ISABEL FURINI, laureada poeta e escritora sobre a obra poética "Estado de Espírito"

http://www.icnews.com.br/2013.03.05/negocios/livros-de-negocios/estado-poetico-de-espirito/

Pesquisar este blog

HINO OFICIAL DE LUIZ ANTONIO

Letra: Sersank (Sergio S. Cunha)
Música: Irineu Santa Catarina


Clique para ouvir

https://www.youtube.com/watch?v=FmWSt6RqGs4

BEBO PAROLAS EN ESPERANTO

ESPERANTO: La solvo (A solução)

ESPERANTO: La solvo (A solução)

VEJAM O ÁLBUM DA POETA ENIDE SANTOS

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.328048557298805.1073741827.100002809917747&type=3

Veja aqui a NOTA da Prefeitura Municipal de Londrina sobre o lançamento doLivro de SERSANK

http://www.londrina.pr.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17367:sergio-sesank-lanca-estado-de-espirito&catid=88:cultura&Itemid=975

EL VIAJE DEFINITIVO - Poema de Juan Ramon Jimenez