sábado, 1 de maio de 2010

UM VELHO CLICHÊ




Merecem lembrados,
por imprescindíveis,
os homens que vivem
da força dos braços,
sem brio nos olhos
de brilhos escassos,
por seu coração
grande e fragilizado,
que se mostra, inteiro,
no sorriso fácil.

Homens que vivem
à margem do tempo,
imersos no Nada
que o tempo há de ser;
imersos nas sombras
do mundo, sem posses,
sem pressa nos passos,
sem razão de ser.
De rostos suarentos
e vestes horríveis,
Preenchem o espaço,
quase invisíveis.
Enxerga-os, valentes,
heróis sem bandeira,
que ao rude trabalho
se dão sem canseira!

Nos morros que rasgam,
nos rios que alargam,
nas pedras que lascam,
nas torres que erigem,
nas safras que sofrem,
no cerne das crises...


Ninguém lhes pesa as cotas de esperança!
Ninguém nunca lhes mede os sacrifícios!
É nada, infelizmente, o que percebem
do que lhes deve a Pátria em benefícios...

... Seu grande coração,
revela-se, frágil,
estrela incendida
no sorriso fácil.

(Do livro "Estado de Espírito", de Sersank)

Imagem: Banco de imagens do google
http://pagina20.uol.com.br/18042007/especial.htm
Postar um comentário

Adquira o seu exemplar

Adquira o seu exemplar
livro.estadodeespirito@gmail.com

COMENTÁRIO DE ISABEL FURINI, laureada poeta e escritora sobre a obra poética "Estado de Espírito"

http://www.icnews.com.br/2013.03.05/negocios/livros-de-negocios/estado-poetico-de-espirito/

Pesquisar este blog

HINO OFICIAL DE LUIZ ANTONIO

Letra: Sersank (Sergio S. Cunha)
Música: Irineu Santa Catarina


Clique para ouvir

https://www.youtube.com/watch?v=FmWSt6RqGs4

BEBO PAROLAS EN ESPERANTO

ESPERANTO: La solvo (A solução)

ESPERANTO: La solvo (A solução)

VEJAM O ÁLBUM DA POETA ENIDE SANTOS

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.328048557298805.1073741827.100002809917747&type=3

Veja aqui a NOTA da Prefeitura Municipal de Londrina sobre o lançamento doLivro de SERSANK

http://www.londrina.pr.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17367:sergio-sesank-lanca-estado-de-espirito&catid=88:cultura&Itemid=975

EL VIAJE DEFINITIVO - Poema de Juan Ramon Jimenez