sábado, 27 de novembro de 2010

CANTILENA DO AMOR FINDO

Imagem do Google disponível em



Nada havia assim, maior,
Mais puro que o nosso amor:
Tinha a grandeza do mar
E uma pureza de flor.

Juntos sonhamos viver
Eternamente esse amor
Forte, imenso enquanto mar
E cálido enquanto flor.

Todavia, um mau destino
Sondava-nos. Veio a dor.
Que fúria imensa a do mar!
Que espinhos por trás da flor!...

Ai, amor tão grande e puro,
Nunca mais um outro amor!
... E igual ao mar rebelou-se!
Feneceu qual tenra flor!...


(Do livro "Estado de Espírito", de Sersank)





6 comentários:

Sersank disse...

Sobre o poema “CANTILENA DO AMOR FINDO”

Do site: http://www.luso-poemas.net/index.phps

NEVE_CAMPEL
Publicado: 28/11/2010 14:32 Atualizado: 28/11/2010 14:32
Colaborador


Usuário desde: 28/9/2010
Localidade:
Mensagens: 586
Re: CANTILENA DO AMOR FINDO

O amor é um sentimento confuso e ao mesmo tempo vale a pena lutar por ele.
Gostei do poema.
Parabéns!
NEVE CAMPEL


Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=163117#ixzz16b2ahPZW
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

Sersank disse...

Re: CANTILENA DO AMOR FINDO

Obrigado, N. Campel.
Este é um poeminha bem singelo, composto por mim em meados dos anos 70 (talvez vc ainda nem tivesse nascido) e tem como finalidade, apenas, demonstrar a veleidade das paixões juvenís e a quase impossibilidade de se sustentar no tempo uma relação afetiva nos moldes do velho romantismo piegas que a era tecnológica implacavelmente sepultou.
Meu abraço,
S. Sersank


Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=163117&com_id=642177&com_rootid=642177&com_mode=nest&com_order=0#comment642177#ixzz16b9mwbGu
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

Kiro Menezes disse...

Como é triste um final de amor...

Sersank disse...

Comentário enviado por e-mail, via gmail.com:

CANTILENA DO AMOR FINDO



De: ROSANE Cherem de Abreu, de Florianópolis - SC
28 nov 2010


Puxa! Você me surpreende a cada vez. Talvez esse poema seja o mais lindo teu.
Abração!

Rosane

Meu Toque disse...

É triste fim.
Não se ama uma só vez na vida, não podemos amar igual, mas sempre podemos amar a cada amor com sua forma de amar,e todo amor será eterno.

Sérgio de Sersank disse...

Bonita frase, Enyde.

"Nenhuma criatura humana pode comandar o amor." (George Sand)

Abraço.

Adquira o seu exemplar

Adquira o seu exemplar
livro.estadodeespirito@gmail.com

COMENTÁRIO DE ISABEL FURINI, laureada poeta e escritora sobre a obra poética "Estado de Espírito"

http://www.icnews.com.br/2013.03.05/negocios/livros-de-negocios/estado-poetico-de-espirito/

Pesquisar este blog

HINO OFICIAL DE LUIZ ANTONIO

Letra: Sersank (Sergio S. Cunha)
Música: Irineu Santa Catarina


Clique para ouvir

https://www.youtube.com/watch?v=FmWSt6RqGs4

BEBO PAROLAS EN ESPERANTO

ESPERANTO: La solvo (A solução)

ESPERANTO: La solvo (A solução)

Veja aqui a NOTA da Prefeitura Municipal de Londrina sobre o lançamento doLivro de SERSANK

http://www.londrina.pr.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17367:sergio-sesank-lanca-estado-de-espirito&catid=88:cultura&Itemid=975

EL VIAJE DEFINITIVO - Poema de Juan Ramon Jimenez