domingo, 22 de abril de 2012

APOCALIPSE (O Poema Indesejável)




Imagem do Google, disponível em 


“... E  vi  um  novo  céu  e  uma  nova terra. Porque  já
o primeiro  céu  e a  primeira  terra  passaram,  e  o  mar  já  não  existia.”
(Apocalipse, XXI : 1)


... Ainda há pouco ouviram
 (os que se debatiam, agonizantes
em meio aos escombros),
grande explosão nas nuvens.

Depois, a sucessão interminável
De estrépitos menores
no solo em estertores.
     
Da mais temida tempestade
as derradeiras luzes
vergastam, vigorosamente,
a  crosta  planetária.

Exibem para os sóis na Imensidade
o horror do grande ocaso,
o imenso caos.

Por fim, instaura-se, lenta,  
a mais negra e pesada das noites.
Frio terrível.
Estranhos odores
alastram-se aos uivos do vento da morte.

Assim, a interstícios,
domina o silêncio. 
Absoluto.

Não mais o pulsar do tempo.
Nem uma luz peregrina
no imenso e profundo abismo
que os mais aptos filhos da vida 
chamavam de Terra...    

22 de abril de 2012 (DIA MUNDIAL DA TERRA)

(Da coletânea "Estado de Espírito")


12 comentários:

Anônimo disse...

Do site “Poemas del alma”:

Hermoso, abrazos!
jesus martinez
Mexico
22 DE ABRIL DE 2012 A LAS 01:30 h

http://www.poemas-del-alma.com/blog/discusion-1337959-poemacomunidad

Sergio de Sersank disse...

Muchas gracias, poeta.
Abrazo!

Sersank

Anônimo disse...

Do site “Poemas del alma”:

Bellos y sonoros versos.
Un saludo desde Galicia.
Dolores Pereira
22 DE ABRIL DE 2012 A LAS 10:13

http://www.poemas-del-alma.com/blog/discusion-1338246-poemacomunidad

Sergio de Sersank disse...

Dolores,
Alegra-me saber que tenhas gostado do poema.
Bj!

Anônimo disse...

Do site “Poemas del alma”:

“O fim dos tempos, prazer em bela poesia.
Saudações de amizade e carinho”.

El Hombre de la Rosa

22 DE ABRIL DE 2012 A LAS 07:13

http://www.poemas-del-alma.com/blog/mostrar-poema-169840

Sergio de Sersank disse...

Para El hombre de la Rosa:

Obrigado, amigo poeta.
Tenha um bom domingo.
Abraço!
Sergio de Sersank
Londrina (PR) – Brazil

Anônimo disse...

Do site “Poemas del alma”:

Oh. Que interessante!

Arcángel Sammael
EL POETA MALDITO
22 DE ABRIL DE 2012 A LAS 01:51 h

http://www.poemas-del-alma.com/blog/mostrar-poema-169840

Sergio de Sersank disse...

Gracias, Sammael.
Sus poemas son muy Buenos.
Abrazo,
Sergio de Sersank

Anônimo disse...

Do site "AS TORMENTAS"

http://www.astormentas.com/PT/par/poema/3996/APOCALIPSE%20(O%20Poema%20Indesej%C3%A1vel)

Infelizmente nossa casa, como você diz, hoje é feita de concreto. Já não tem a maciez dos campos,das florestas e em nome do futuro estamos prestes a não achar as nascentes do rios, pois eles secam feito pele ao sol, tirando de nós o ar puro, enchendo nossos pulmões de resíduos e venenos. Mas assim caminha a humanidade.
JOAO EUZEBIO
Poeta de Apucarana - PR

Sergio de Sersank disse...

Ainda há tempo de revertermos esse processo de autodestruição, embora estejamos caminhando lentamente neste sentido. Tomara que as novas gerações não repitam os nossos erros. Que sejam cada vez mais conscientes e façam por nós o que não fomos capazes de fazer.
Meu abraço, João. Obrigado pelo comentário.
Sergio de Sersank

http://www.astormentas.com/PT/par/poema/3996/APOCALIPSE%20(O%20Poema%20Indesej%C3%A1vel)

Anônimo disse...

Inquietante

Estamos mesmo arrombando o nosso próprio cofre, destruindo a casa onde vivemos, arruinando os sonhos que tão arduamente tecemos. Uma mensagem inquietante, mas genuína, você nos passa. Belo trabalho!
Saudações!

Henricabilio (Abílio Joaquim A. Henriques)
Caldas da Rainha - Portugal

Do site: World Art Friends

http://www.worldartfriends.com/pt/club/poesia/apocalipse-o-poema-indesej%C3%A1vel#comment-163905

Sergio de Sersank disse...

Obrigado, poeta. É bom receber um “feed-back” assim. Meu abraço fraterno!
Sergio de Sersank

Adquira o seu exemplar

Adquira o seu exemplar
livro.estadodeespirito@gmail.com

COMENTÁRIO DE ISABEL FURINI, laureada poeta e escritora sobre a obra poética "Estado de Espírito"

http://www.icnews.com.br/2013.03.05/negocios/livros-de-negocios/estado-poetico-de-espirito/

Pesquisar este blog

HINO OFICIAL DE LUIZ ANTONIO

Letra: Sersank (Sergio S. Cunha)
Música: Irineu Santa Catarina


Clique para ouvir

https://www.youtube.com/watch?v=FmWSt6RqGs4

BEBO PAROLAS EN ESPERANTO

ESPERANTO: La solvo (A solução)

ESPERANTO: La solvo (A solução)

Veja aqui a NOTA da Prefeitura Municipal de Londrina sobre o lançamento doLivro de SERSANK

http://www.londrina.pr.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17367:sergio-sesank-lanca-estado-de-espirito&catid=88:cultura&Itemid=975

EL VIAJE DEFINITIVO - Poema de Juan Ramon Jimenez