domingo, 30 de janeiro de 2011

BALADA DO AMOR IMPOSSÍVEL

Fonte:


  

Neste meu jeito de amar
nunca demonstro querer-te.
Por eximir-me de ousar
resigno-me a não fruir.
Contento-me só de ver-te.
sorrio, se estás a rir.
Vivem em mim personagens
que não podem coexistir.

Ao mar do tempo infinito
me perco nas deslembranças
de estâncias não revividas.
Cenas submersas, perdidas,
borbulham, roubam-me o sono  
jamais emergem à tona...
Mas eu as plasmo: és donzela
ingênua, de longas tranças.
Eu - um príncipe que, ao ver-te,
loucamente se apaixona.

Assim, em céus de outra esfera,
corremos como crianças
por entre louros trigais...
Podemos mesmo alçar vôo,
circundar cimos distantes
de planícies virginais.

Da sinfonia celeste -
acordes a se expandir,
em nós refulge o arco-íris!
E, feliz por existires,
sendo da vida, não minha,
cinjo-te a beijos – rainha;
minha razão de existir!

Mas, nesta vida plebéia
não sei que tenho, que idéia
impede-me, assim, de ousar.
Meu jeito estranho de amar
traduz bem mais que querer-te.
E só o que faço é sonhar.
Contento-me só de ver-te...

                                                         Ao mar do tempo infinito
                                                         me perco nas deslembranças,    
                                                         resigno-me a não fruir.  
                                                         Vivem em mim personagens
                                                         que não podem coexistir...

(Do livro "Estado de Espírito", de Sersank)

11 comentários:

Sersank disse...

Do site: www.luso-poemas.net

TÂNIA MARA CAMARGO
Publicado: 29/01/2011 23:43 Atualizado: 29/01/2011 23:43

TÂNIA MARA CAMARGO


Usuário desde: 11/9/2007
Localidade:
Mensagens: 5491



Re: BALADA DO AMOR IMPOSSÍVEL

Maravilhoso, de uma lírica impressionante!
Parabéns!

Tânia

Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=173018&com_id=688446&com_rootid=688446&com_mode=thread&com_order=0#comment688446#ixzz1CUOAcC4j
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

Sersank disse...

Re: BALADA DO AMOR IMPOSSÍVEL
Obrigado, Tânia.
Retribuo o comentário com meu afetuoso abraço.
Sergio Sersank
30jan2011

Sersank disse...

Do site
www.luso-poemas.net

Publicado: 30/01/2011 01:11 Atualizado: 30/01/2011 01:11
Colaborador

JULIO SARAIVA

Usuário desde: 13/10/2007
Localidade: São Paulo- Brasil
Mensagens: 5456



Re: BALADA DO AMOR IMPOSSÍVEL p/SERSANK

Quando se publica tanta mediocridade, faz um bem danado ler um poema como este seu, com respeito ao verso e às palavras.

Julio


Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=173018&com_id=688446&com_rootid=688446&com_mode=thread&com_order=0#comment688446#ixzz1CUOz2zxZ
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

Sersank disse...

Re: BALADA DO AMOR IMPOSSÍVEL - P/ Julio Saraiva

Julio, teu comentário me envaidece.
Retribuo com meu abraço.
Sergio

30 jan 2011

*** NAVEGANDO AO SOM DAS PALAVRAS *** disse...

Sérgio,enviei um e-mail,fazendo um comentário ,sobre a poesia[BALADA DO AMOR IMPOSSÍVEL]
Parabéns amigo. Diante de tantas vulgaridades que lemos e recebemos,enfim podemos ter a alegria de receber pérolas de grande valor!
Parabéns e obrigada por me fazer voar ao embalo de tão bela poesia.
abraços
Nicéia Fagotti
Toledo-Pr

Sersank disse...

Obrigado, Nicéia.
Meu abraço afetuoso a vc como expressão de sincera e permanente amizade.
Sergio
30 jan 2011

Sersank disse...

Do Facebook


Ontem às 01:56
Luiz Carlos Gomes:

É um grande alento para a vida curtir seus textos, seus poemas, cânticos e verdadeiras orações para o espírito e alimento para o corpo.
Parabéns, longa e feliz Vida para o amigo!!!
Luiz Carlos

Sersank disse...

Obrigado, Luiz Carlos.

Suas palavras se revestem de um sentido muito especial para mim.
São palavras de poeta, de quem faz da vida plenamente vivida o seu poema maior!

Meu grande abraço,
Sergio Sersank
31 jan 2011

Anônimo disse...

Maravilhoso este poema,de muita sensibilidade!!

Meu Toque disse...

Havia um mundo aqui em uma fração de segundos deixou de existir, fui me envolvendo no mundo que estou lendo.
E quando leio algo que gosto eu vivo cada frase me emociono profundamente
É mais uma de seus poemas que deveria ter vida própria para que ele pudesse se mostrar, se revelar, percorrer o mundo.

Sergio de Sersank disse...

Minha querida amiga e irmã na arte poética, Enide Santos, suas gentís palavras adentram-me o coração como as gotículas de uma chuva refrescante em tarde de muito calor. Esta minha noite ficou mais plena de luar ao saber que vc adentra o meu mundo poético e alcança o mesmo estado de espírito.
Fico feliz em saber que estamos em sintonia.
Bj carinhoso!

Adquira o seu exemplar

Adquira o seu exemplar
livro.estadodeespirito@gmail.com

COMENTÁRIO DE ISABEL FURINI, laureada poeta e escritora sobre a obra poética "Estado de Espírito"

http://www.icnews.com.br/2013.03.05/negocios/livros-de-negocios/estado-poetico-de-espirito/

Pesquisar este blog

HINO OFICIAL DE LUIZ ANTONIO

Letra: Sersank (Sergio S. Cunha)
Música: Irineu Santa Catarina


Clique para ouvir

https://www.youtube.com/watch?v=FmWSt6RqGs4

BEBO PAROLAS EN ESPERANTO

ESPERANTO: La solvo (A solução)

ESPERANTO: La solvo (A solução)

Veja aqui a NOTA da Prefeitura Municipal de Londrina sobre o lançamento doLivro de SERSANK

http://www.londrina.pr.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17367:sergio-sesank-lanca-estado-de-espirito&catid=88:cultura&Itemid=975

EL VIAJE DEFINITIVO - Poema de Juan Ramon Jimenez