quinta-feira, 27 de maio de 2010

NOSSAS REAIS DIFERENÇAS






Nossas reais diferenças
Não vêm das cores das pátrias,
das crenças e ideologias.
Não se limitam a gostos,
 desgostos e teorias.
 Não as impõe o idioma.
Não decorrem de costumes,
Tradições e confrarias.
É estulto o que as cinge a postos,
Propriedades, regalias.


Nossas reais diferenças
Não são visíveis na cútis,
Não as ressaltam o traje,
A idade, a fisionomia.



Nossas reais diferenças,
Não adstringem-se a sexo,
Cultura, classe, etnia...
Não as ressaltam os búzios,
As linhas da mão, o horóscopo,
Nem os traços da grafia.

Não estão, nunca estiveram
Nessa ou noutra faculdade,
Nessa ou noutra anomalia.
Decorrem, sim, dos sucessos
E dramas do dia-a-dia.
Estão nas nossas vivências,
Na nossa idiossincrasia.

Nossas reais diferenças
Têm, pois, outra hierarquia.
Se as láureas as dissimulam,
A dor as evidencia.
Só a forja do caráter
Eleva e distingue um homem.
É de espinhos a coroa
que lhe dá supremacia.


(Do Livro" Estado de Espírito", de Sersank)
 
 
Imagem:
Banco de imagens do Google.
Disponível em:
http://3.bp.blogspot.com/_8nEt_Mx4yYE/S0ZfaIIKexI/AAAAAAAAAIY/rA5paCRPRkQ/s320/27415.jpg
 
 

5 comentários:

Sersank disse...

Sobre o poema: “Nossas reais diferenças”

"Só a forja do caráter eleva e distingue um homem."

Adorei isso!

ROSANE Cherem de Abreu para mim
27/05/2010, 23:33 h

Estejamos em Paz.. disse...

Um momento para refletir, acordar!
Maravilhoso!!
Bea

Sersank disse...

O comentário acima é de Beatriz Prestes, que desenvolve o blog "Estejamos em Paz..." - um belíssimo trabalho em favor das causas humanitárias.
Visitem:

http://estejamosempaz.blogspot.com/

Meu Toque disse...

Adorei o poema e o tema e acho que hoje em dia quando se fala de diferença, normalmente já se pensa em condições financeiras.
As pessoas estão ocupadas de mais com elas mesmas para prestar atenção que existe as nossas reais diferenças.
Que bom que tem esta postagem aqui já é uma gota de alerta para quem tiver a sorte de chegar até aqui e usufruir de seus postes. Parabéns

Sérgio de Sersank disse...

Infelizmente, é isso mesmo que presenciamos no cotidiano de nossas vidas. As pessoas querem ser diferentes, Uns querem ter mais, outros ser melhores nisso ou naquilo. Há os que nem sequer respeitam direitos alheios, os "fura-filas", e por aí vai... No fundo somos todos passageiros do mesmo barco, náufragos da mesma "lost". Nossas diferenças são, apenas, de caráter.
Obrigado pela clareza de seu comentário, Nide.
Bj!

Adquira o seu exemplar

Adquira o seu exemplar
livro.estadodeespirito@gmail.com

COMENTÁRIO DE ISABEL FURINI, laureada poeta e escritora sobre a obra poética "Estado de Espírito"

http://www.icnews.com.br/2013.03.05/negocios/livros-de-negocios/estado-poetico-de-espirito/

Pesquisar este blog

HINO OFICIAL DE LUIZ ANTONIO

Letra: Sersank (Sergio S. Cunha)
Música: Irineu Santa Catarina


Clique para ouvir

https://www.youtube.com/watch?v=FmWSt6RqGs4

BEBO PAROLAS EN ESPERANTO

ESPERANTO: La solvo (A solução)

ESPERANTO: La solvo (A solução)

Veja aqui a NOTA da Prefeitura Municipal de Londrina sobre o lançamento doLivro de SERSANK

http://www.londrina.pr.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17367:sergio-sesank-lanca-estado-de-espirito&catid=88:cultura&Itemid=975

EL VIAJE DEFINITIVO - Poema de Juan Ramon Jimenez